Frank Gehry projeta edifício com “rachaduras”

20/Dezembro/2010

Frank Gehry projeta edifício com “rachaduras”

Prédio para o campus da Universidade de Tecnologia de Sidney, na Austrália, terá duas fachadas diferenciadas, sendo uma em tijolos e outra em vidros de diferentes formas e tamanhos

Mauricio Lima

O arquiteto canadense Frank Gehry divulgou o projeto desenvolvido para um edifício que fará parte da Universidade de Tecnologia de Sidney (UTS), na Austrália. O prédio, primeiro de Gehry no país, custará aproximadamente US$ 150 milhões, tendo cerca de 16 mil m² de área construída.

Divulgação: Gehry Partners, LLP
Fachada leste será construída com tijolo

 

O design do prédio de 11 andares é o que mais chama a atenção no projeto. A fachada leste, com forma ondulada, será construída com tijolos. Já a fachada oeste será formada por vidros de diferentes tamanhos e formas, refletindo os empreendimentos ao redor.

O nome do edifício, dr. Chau Chak Wing, é uma homenagem ao empresário chinês que doou US$ 20 milhões para a realização do projeto, além de outros US$ 5 milhões em atividades educacionais entre a China e a Austrália.

A previsão é de que o edifício comece a ser construído no início de 2012 para ser finalizado até o ano letivo de 2014. O projeto foi concebido a partir da ideia de casas de árvore, com rachaduras entre elas. Para o arquiteto, quem olhar pelas rachaduras poderá ver o que acontece do outro lado, o que poderá aumentar as trocas de informações entre pessoas de cursos diferentes. Para isso, cada um dos primeiros pavimentos é dividido em seis partes, sendo que a fachada se adapta à forma desses segmentos, ganhado uma característica ondulada.

O terreno de 2,8 mil m² abrigará laboratórios, salas de aula e áreas de administração, além de estacionamento e um café aberto para o público. Um auditório com 240 lugares também fará parte do edifício. Os andares mais altos serão destinados à troca de informações entre estudantes, com espaços abertos e áreas com características informais. O último andar contará com um bar, com vista para o porto da cidade de Sidney.

A localização das janelas na fachada leste foi pensada de modo a prover luz suficiente a todas as áreas educacionais. O edifício ainda contará com sistema de reuso de água, além de medidores de CO2 no interior e sistemas de resfriamento inteligentes, que desligam automaticamente quando as salas ficam vazias por muito tempo.

Divulgação: Gehry Partners, LLP
Fachada leste

 

Divulgação: Gehry Partners, LLP
Fachada oeste

 

Divulgação: Gehry Partners, LLP
Corte da fachada leste

 

Divulgação: Gehry Partners, LLP
Design foi inspirado em casas de árvores

 

  Arquitetura < Home
Anúncios
Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s