Instalações hidráulicas

Como Contratar  

Instalações hidráulicas

Integrar atuação de projetista, instaladora e construtora, com execução de pavimento teste para treinamento, otimiza execução dos serviços

Por Lila de Oliveira

Os projetos de instalações hidráulicas, desenvolvidos por escritórios especializados, são entregues às empresas instaladoras e devem contemplar a rede de distribuição – formada por barriletes, colunas, ramais e sub-ramais – e a especificação dos materiais. Isso significa que incluem reservatórios inferior e superior, bombas, tubos, válvulas, medidores, ligações externas, peças de conexão e, eventualmente, cisternas para o reaproveitamento da água, contemplando todas as fases da obra, desde o início até a execução dos acabamentos.

 

Especificação

O tipo de material utilizado nas instalações hidráulicas, seu tamanho e espessura devem estar listados no memorial descritivo fornecido pelo projetista especializado, pois variam conforme o escoamento e os fluidos a serem transportados. “No caso das tubulações de água fria, por exemplo, o escoamento é pressurizado, enquanto a condução do esgoto é feita por gravidade”, esclarece Helio Narchi, professor de engenharia civil do Instituto Mauá de Tecnologia.

“É claro que existem materiais mais sofisticados e, consequentemente, mais caros, porém algumas especificações, como os sistemas de bombeamento de recalques de água e de esgoto, independem do padrão da obra”, afirma Renato Genioli Júnior, coordenador do Grupo de Instalações Prediais do Comitê de Tecnologia e Qualidade do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo).

Segundo Daniel Gallo, engenheiro da Yuny Incorporadora, os tubos destinados ao transporte de água quente podem ser de cobre, PPR ou PEX, enquanto a água fria tem também a opção das tubulações de PVC. “Para esgoto e águas pluviais, indica-se o ferro fundido, o PVC e o PP”, diz.

Como muitas vezes a instaladora sugere mudanças nas especificações – seja pelo custo de um ou mais produtos previstos no memorial descritivo ou por sua indisponibilidade no mercado -, é importante destacar que qualquer alteração deve ser aprovada pelo projetista hidráulico.

 

Cotações e fornecedores

A busca por instaladoras hidráulicas qualificadas é iniciada juntamente com a obra para que, durante a concretagem da primeira laje, a equipe já deixe as prumadas marcadas. Para contratar o serviço, é imprescindível fazer o levantamento das instaladoras com experiência em obras de porte similar. Gallo recomenda a checagem de informações sobre as empresas junto a outras construtoras e ao Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia). Vale, inclusive, visitar obras concluídas. Carla Henklain Guarnieri, gerente de suprimentos da MZM Construtora, conta que, ao iniciar uma concorrência, ela costuma mesclar novos fornecedores a empresas com as quais já tenha trabalhado. Para a engenheira, o ponto que exige mais atenção na hora da contratação é a busca por referências. “Fazemos questão de comprovar a qualidade dos serviços já executados pelos possíveis fornecedores, além de averiguar outros itens importantes, como pagamentos, recolhimento de impostos e segurança dos funcionários.”

Concluída a pré-seleção, o contratante formaliza o convite, fornecendo os projetos, os memoriais e a descrição dos direitos e das obrigações do contratado. A instaladora escolhida deve apresentar uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) para iniciar o trabalho. “O documento é exigido inclusive no momento da obtenção do Habite-se do empreendimento”, afirma Genioli. Em geral, os pagamentos são liberados a partir da apresentação de relatórios contendo medições periódicas dos serviços.

 

Logística

Após a contratação, a construtora deve disponibilizar as acomodações necessárias para os funcionários da instaladora, tais como vestiário, sanitário e refeitório, além de um espaço para o armazenamento dos materiais. O fornecedor fica, então, responsável pela guarda dos equipamentos de hidráulica neste depósito e é conveniente que o ambiente não seja o mesmo utilizado pelo contratante.

A empresa contratada será responsável, ainda, por remover os resíduos da obra até uma área reservada no próprio canteiro, quando o descarte do material em um local autorizado deverá ser realizado pela construtora.

Garantia de qualidade

Genioli recomenda que as construtoras mantenham, dentro da estrutura da empresa, equipe técnica treinada para acompanhar o andamento dos serviços terceirizados. “Também é praxe a execução de um pavimento de referência, para que o construtor, o projetista, o executor e os demais envolvidos possam analisar e, a partir daí, estabelecer o padrão para o restante da edificação”, afirma.

Para a gerente de suprimentos da MZM, a prática é indicada para verificar todas as interferências possíveis. Ela informa que o sistema de gestão de qualidade adotado pela construtora conta ainda com formulário padrão, que serve para documentar o status de cada etapa do serviço.

Ao término das instalações hidráulicas, a empresa contratante deve exigir a execução de ensaios pela contratada. Nas tubulações de água fria e quente, é necessário realizar testes de pressão. Já nos tubos destinados a esgoto e águas pluviais, o mais importante é certificar que a fixação foi feita de forma correta e segura. “Caso sejam detectadas falhas, a instaladora deverá encontrar o defeito, corrigi-lo e, então, fazer um novo teste”, explica Gallo. Vale ressaltar que existem empresas especializadas em localizar vazamentos por meio de técnicas que evitam o quebra-quebra.

 

 

 

Divulgação: Instituto Mauá
Helio Narchi, professor de engenharia civil do Instituto Mauá de Tecnologia

ENTREVISTA – HELIO NARCHI

 

Instalação conjunta

Quais as obrigações da construtora para garantir a correta execução dos serviços?

A construtora precisa fornecer o projeto hidráulico, desenvolvido por empresa especializada, para que a instaladora possa iniciar os trabalhos. A executora também pode ser a responsável pela elaboração do projeto, mas eu prefiro dividir as funções e contratar uma firma isenta. Os desenhos devem vir acompanhados do memorial descritivo, com a especificação de todos os materiais e equipamentos necessários, e da memória técnica do dimensionamento. Após o início da obra, é imprescindível que o contratante fiscalize o cumprimento do projeto. Também fica sob sua responsabilidade a solicitação, junto às concessionárias locais, da autorização para o encaminhamento do esgoto e o uso da água da rede pública.

Quais as responsabilidades da executora durante a instalação?

Em primeiro lugar, a instaladora hidráulica deve apresentar um cronograma de atividades à construtora, pois ele fará parte do planejamento da obra como um todo. É necessário que o responsável técnico pelos serviços garanta o cumprimento do projeto e a execução rigorosa dos serviços, acompanhando cada etapa e respeitando as determinações da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e a legislação trabalhista vigente, especialmente no que diz respeito à segurança e à higiene dos funcionários. O serviço só pode ser entregue depois que a executora concluir os testes que comprovem a qualidade e a segurança das instalações, que nesta etapa já devem estar em plenas condições de funcionamento. A empresa precisa, ainda, dar pelo menos cinco anos de garantia à construtora, que, por sua vez, se responsabilizará perante o comprador do imóvel.

E quanto ao projetista hidráulico, ele deve acompanhar a execução?

Como autor do projeto, é aconselhável que o projetista contratado pela construtora preste assessoria técnica à instaladora hidráulica durante todo o processo, inclusive porque qualquer mudança deve contar com sua anuência, preferencialmente por escrito.

 

NORMAS TÉCNICAS

NBR 10844:1989 – Instalações Prediais de Águas Pluviais
NBR 12212:1992
– Projeto de Poço para Captação de Água Subterrânea
NBR 12208:1992 – Projeto de Estações Elevatórias de Esgoto Sanitário
NBR 07198:1993
– Projeto e Execução de Instalações Prediais de Água Quente
NBR 12218:1994
– Projeto de Rede de Distribuição de Água para Abastecimento Público
NBR 05626:1998
– Instalação Predial de Água Fria
NBR 08160:1999
– Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário – Projeto e Execução
NBR 14486:2000
– Sistemas Enterrados para Condução de Esgoto Sanitário

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s